sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Jan Taminiau




Jan Taminiau 2008

























Jan Taminiau Chekmate




Jan Taminiau - Princess of Netherlands




Jan Taminiau é um designer alemão, nascido a 14 de Setemebro de 1975. Licenciou-se na Academy of Art em Arhnem em 2001
Ficou conhecido por desenhar um outfit para a Princesse Maxima of Netherlands e destaca-se pelo seu estilo extremamente romantico. Taminiau afirma: "The basis of my work is always the same: I am always translating the asymmetrical mirror of life. I place everything I do in daily life in my own personal context. This is reflected in my work, in the romantic and nostalgic themes that emerge in every new collection, and my love for technology and craftsmanship. Even though this concept is manifested differently in each new collection, the basis always remains the same. The basis is dogmatic, the process is organic."
Na minha opinião, a sua melhor colecção tem por nome "Chekmate".

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Scherer Gonzalez

















Scherer Gonzalez é um designer alemão que eu desconhecia totalmente. A colecção já é relativamente antiga, para o Verão 2009, no entanto, para quem gosta da tipica primavera, carregadinha de flores, é sempre um motivo para esboçar um sorriso =). Ao mesmo tempo que Gonzalez desenhou a colecção feminina, Michalsky, desenhou a masculina.






quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Beth Levine - This boots are for walking

Mules - Beth Levine


Beth Levine shoes




Nancy Sinatra

Barbra Streisand

Bette Davis


Beth Levine nasce a 31 de Dezembro de 1914 em Brooklyn com o nome de Elizabeth Katz e morre a 20 de Setembro de 2006, em Nova York. Levine fez sucesso, essencialmente, entre as décadas de 40 e 70 do passado século e ficou conhecida como "the first lady of American shoes design".
Assim, quando se muda de Brooklyn para N.Y., começa a trabalhar como ajudante de I. Miller, fazendo, entretanto, voluntariado na II guerra mundial , na cruz vermelha.
Conhece o seu marido, Hebert Levine, em 1944, quando se candidata para um emprego para desenhar sapatos na sua empresa. Casam-se assim, 3 meses depois, abrindo oficialmente as portas para Beth no mundo dos sapatos.
Com isto, é em 1948 que o casal Levine abre uma nova empresa com o nome Hebert Levine em que Beth afirma "Nós queriamos criar um nicho de mercado. Até aqui desenhavamos sapatos que toda a gente gostava, mas ninguém usava."
Apesar do nome dado à empresa ser do marido, Beth recebe em 1967, o prémio Coty. O seu maior sucesso consiste nas botas dos anos 60 e nas chamadas "mules".
Nancy Sinatra fazia a publicidade às suas musicas enquanto cantava "this boots are for walking" usava botas Levine.
Na verdade, Beth Levine, foi a primeira mulher a criar o sapato numero 35, de forma a que se ajustasse melhor ao pé feminino, tornando-o mais elegante e, neste sentido, criando uma nova silhueta.
A marca Levine calçou durante os seus anos áureos mulheres como Jackie Kennedy, Lady Bird Johnson, Bette Davis e Barbra Streisand.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Paris je t'aime











Para mim, sem dúvida, a melhor história é a de Sylvain Chomet!!! =) mas também saliento a história dos irmãos cohen e de oliver schmitz.

Wunderkind

Sapato Wunderkind






































Wunderkind Spring/Summer 2010







































Wunderkind A/W 09



Wolang Joop, fundador da Wunderkind, é um designer de moda alemão, nascido no ano de 1944. Wolang é filho do também designer de moda, Jette Joop.
Assim, estudou psicologia na universidade de Brauschehweing, sendo convidado, posteriormente, para dar aulas na escola de design de moda de Berlim: "Universitat der Kunste".
Joop começa a sua carreira como designer no ano de 1968, com a sua esposa, após terem ganho três prémios em concursos de design.
Contudo, até à data já teria trabalhado como ilustrador de moda e jornalista em vários países como Itália, Alemanha e França.
Em 1978, o New York Times descreveu-o como "the Prussian Designer".
Em 1981, abre a sua empresa, "Joop" e em 1982, lança a sua primeira colecção "ready-to-wear".
É apenas em 2003 que abre a Wunderkind, com um espirito jovem e vanguardista, à qual se dedica até agora.
A colecção de Outono Inverno para o ano de 2009, inspirou-se no Supremalismo do inicio do século XX, assim como na Arte abstracta Russa criada por Malevich.
Já a colecção da Primavera/Verão de 2010, de nome "Hurt and Heal" baseia-se em formas assimétricas, em tons alegres e florais, com um toque extremamente vanguardista, pode-se considerar, ao lado da colecção de Langerfeld, para a Chanel, a colecção mais "animada" da estação.



the young victoria













































"The young Victoria" é um filme sobre a vida e reinado da rainha Victoria quase todo o século XIX, em Inglaterra. A rainha Victoria é, até hoje, a rainha que mais tempo esteve à frente da coroa inglesa e também é considerada a primeira monarca que se casara por amor, com o seu primo Príncipe Albert. Victoria e Albert reinaram juntos durante 20 anos, até à morte do príncipe e impulsionaram a indústria e a melhoria de muitas condições no país. Após a morte do Príncipe, a Rainha Victoria manteve luto atá à sua morte, não aparecendo muito em público.
O filme, fala essêncialmente da tenra idade em que Victoria se depara com a dura tarefa de reinar o seu país, após a morte de seu tio.
Em termos de moda, Victoria foi a primeira mulher a usar véu no seu casamento, criando a partir daí uma tradição que se mantém até aos dias de hoje.