domingo, 17 de Outubro de 2010

atelier do sapato a/w 2010








Tenho andado completamente desligada do blog, por falta de tempo e confesso, um pouco desmazelo. No entanto, claro, nunca me distraio do que se vai passando no mundo da moda e, em especial, dos sapatos, nem por um segundo.
Este post vem mesmo a calhar. Hoje, aliás, há cerca de uma hora, teve lugar na Alfandega do Porto, o desfile da cooperativa de calçado português, do qual tiveram presença marcas como Fly London, Goldmud, Dkode, Chocolate Negro, Norbrand e, claro, Atelier do Sapato. E, assim, é sob esta última marca que se foca este post.
Vendo directamente e diariamente o Atelier do sapato crescer mais e mais, com a sua fantástica equipa de trabalho extremamente dedicada, oferece muito do seu tempo a todos os detalhes importantes para que tudo fique na maior perfeição e, em cada estação passada, sejam ultrapassados novos e enormes desafios. Com apenas 3 anos de existência já teve direito a variados prémios nas feiras mais importantes dedicadas exclusivamente ao calçado. É assim que, com toda a certeza é uma das marcas que daqui a algum tempo andará na boca de todos, e os seus produtos serão alvo de desejo não só de todas as mulheres como também de todos os homens, uma vez que, este será também um dos mercados a explorar pelo Atelier do sapato.

terça-feira, 5 de Outubro de 2010

terça-feira, 28 de Setembro de 2010

Seychelles a/w 2010











Seychelles
é um exemplo de uma marca de sapatos que muito provavelmente, quando se pronuncia o nome, não associamos de imediato. No entanto, quando nos deparamos com o logótipo, relembra-nos algo. Talvez mesmo uma marca que desde muito jovens nos acompanha, pelo menos falo no meu caso, uma vez que surge muito perto do meu ano de nascimento. Com isto, em 1984, uma simples menina que se auto-denomina de "Seychelles girl", com uma visão bastante visionária do que seria o conceito de um sapato vintage!

quinta-feira, 23 de Setembro de 2010

kris van asshe









Não costumo fazer posts sobre calçado masculino. Talvez porque não é propriamente o que mais me fascina. Contudo, confesso, apesar de ser muito difícil apaixonar-me facilmente por algum sapato masculino, quando isto acontece, é totalmente fascinante. Isto porque, convenhamos, arrojar em linhas no vestuário masculino sem se cair no ridículo, já não é fácil, imaginemos então no que toca ao calçado.
Assim, Kris Van Asshe é um bom exemplo de um designer que consegue atingir, fracamente, a perfeição nesta área. Se um dia eu mesma arriscar por esta vertente, certamente que Van Asshe será uma grande e forte referência. Assim, deixo aqui a sua colecção para o Verão 2011.

quinta-feira, 16 de Setembro de 2010

Rodarte S/S 2011














Sei que a Rodarte é uma das marcas top para muitos amantes de moda. Confesso que nunca lhe achei grande piada, ou pelo menos, não uma referência. Também reconheço que não sou muito fã de posts sobre colecções das semanas de moda, afinal, todos temos acesso ao style.com. Contudo, é quando não conseguimos conter a nossa opinião sem a divulgarmos a toda a gente, como se todos se interessassem por ela, ou fossemos donos da verdade sob a nossa nova paixão, como se mais ninguém conseguisse vê-la da mesma forma que nós, é nestas alturas que sinto, que descobri algo perfeito. E, foi mesmo o caso da colecção para o próximo verão das irmãs Mulleavy que, através de formas e silhuetas bastante estruturadas, são autoras, na minha opinião, da colecção mais forte da semana de moda americana da próxima estação. Com isto, Kate e Laura, através de tecidos que fazem lembrar ao mesmo tempo um pouco da agressividade medieval, não só pelas texturas, mas sim, pelas silhuetas que estas oferecem, como também um pouco de uma natureza florestal, sombria e verde.
Assim, penso que será mesmo isto que acontecerá um pouco às tendências que sucederão as actuais. Depois de uma resposta muito clean, as estruturas bem vincadas, tomarão conta da moda. E confesso, se isto acontecer, ficarei bastante feliz. Mesmo a nível de calçado, as linhas fortes, compostas, demarcadamente gráficas são o delírio da maioria dos designers.

segunda-feira, 13 de Setembro de 2010

bionda castana







Nem todas as tentativas de parceria no design podem dar certo. Por mais que se tente chegar a um consenso, por mais que se estude e se avalie todas as formas de ver os vários conceitos de cada designer, simplesmente existem duos que jamais funcionarão. Quando se gosta realmente de design, quando já temos uma ideia muito própria do que seria ou será a personalidade de uma possivel marca que podemos criar, se nesta marca quisermos englobar uma parceria criativa, esta deve ser realmente bem pensada. Já se sabe que existem variadíssimas ideias e defesas sobre o trabalho em equipa, que este é uma mais valia para qualquer marca e, apesar de concordar em muitos aspectos, penso que, nem sempre esta parceria, na parte criativa pode funcionar.
Contudo, e felizmente, existem algumas duplas de sucesso no mundo da moda, que são a prova viva que, com alguma sorte do destino, se pode encontrar o par perfeito, para a elaboração de colecções extremamente consistentes. Podemos, de forma imediata falar de Dolce & Gabanna (Domenico Dolce e Stefano Gabbana) ou de Viktor & Rolf ( Viktor Horsting e Rolf Snoeren) ou em bom português de Story Tailors (João Branco e Luis Sanchez - onde aliás, no site oficial se pode encontrar uma boa justificação de como surgiu a possibilidade de trabalho em conjunto). Contudo, este post é sobre uma dupla, talvez, não tão conhecida, mas com imeso talento e dedicação. Assim, falo da dupla italiana "Bionda Castana" cujas designers são Natalia Barbieri e Jennifer Portman. Pois é, nos sapatos, verificamos que talvez não seja tão comum encontrarmos uma dupla de sucesso (apesar de já ter mencionado algumas no blog). Talvez porque o sapato seja um acessório demasiado pessoal com detalhes que surgem do mundo de cada um, principalmente no caso das mulheres. Verdade seja dita, cada uma vê o sapato do seu sonho de uma maneira completamente diferente da colega do lado. Assim, a dupla conhece-se durante o curso em design de moda, em Londres e, é em 2007 que Bionda Castana se lança ao mercado, sendo de imediato, no ano seguinte que o talento se começa a demonstrar, através do prémio de melhor marca de acessórios de 2008, dado pela Vogue Italiana. Desde então, a marca tem crescido a olhos vistos e espera-se que a colecção para o próximo Inverno seja o maior sucesso da dupla até aos dias de hoje e, realmente, pelos modelos que podemos ver, o sucesso está garantido!!!